Braston
 

Dispensa contrapiso

 

Dispensa o uso de cimento e argamassa, permitindo que peças sejam reaproveitadas em caso de intervenção subterrânea.

Resistência ao tráfego intenso

 

Modelos adequados para pedestres e veículos*.

Resistência à Compressão relat. 963. Ref. 5500101 Concre-Test Média de 6 peças 11x22x6 cm FPK 41 MPa. NBR 9781 (Norma: mín. 35 MPa.)

Aplicação flexível

 

Os intertravados, além do modo convencional de instalação sobre o solo, podem também ser aplicados sobre o contrapiso com o modelo Slim®.

Conteúdo reciclado pós-consumo*

 

Nos modelos Concreshok, a cada 4m2 de piso produzido um pneu descartado é reaproveitado.

*de 20 a 80%.

 

O tamanho dos pisos, em especial sua relação com a espessura, determina sua possibilidade de uso para tráfego de pedestres ou veículos.

São considerados intertravados os pisos com peças que possuem proporção inferior a 4 entre a medida da sua maior lateral e a sua espessura (ex. um piso de dimensões 14x22x8 cm é uma placa, já que 22/8=2,75).

 

Pré-moldado Davos (retangular)          

11x22x6

 

Pré-moldado Lion (16 faces)    

11x22x6

 

Davos Slim (retangular)

11x22x2,5

 

Lion Slim (16 faces)     

11x22x2,5

 

Prensado Maciço Davos (retangular)    

11x22x6 e 8cm

 

Prensado Megadreno Davos (retangular)         

11x22x6 e 8cm

 

Prensado Maciço Paralelepípedo (retangular)   

14,5x22x4, 8 e 10

 

Prensado Megadreno Paralelepípedo v

14,5x22x4, 8 e 10

Sobre o Contrapiso

Os bloquetes intertravados com até 4 cm de espessura (Modelo Slim) podem ser aplicados sobre contrapiso, utilizando argamassa, retirando a água da superfície do piso e direcionando-a para outro local com auxílio de um sistema de drenagem.

Sobre o Solo

Os bloquetes intertravados com mais de 4 cm de espessura devem ser aplicados diretamente sobre o solo, dispensando o uso de contrapiso, possibilitando que as peças sejam reaproveitadas em caso de intervenção subterrânea.

Para mais informações, acesse o Guia Técnico.

 

Guia técnico

Preparação do Solo e Instalação

PREPARAÇÃO DO SOLO

É possível ampliar a absorção original do solo com um sistema de drenagem, agrupando um piso de alta permeabilidade com base e sub base do solo adequadamente preparadas. Por exemplo, se há um solo argiloso de baixa permeabilidade de nada vale ter uma placa de alta permeabilidade na superfície, pois em poucos minutos de chuva ocorrerá a saturação do solo e a água voltará para a superfície (é o que acontece, por exemplo, em um gramado que em poucos minutos de chuva torrencial logo se formam córregos e poças de água).

Com a ajuda de um técnico de solo é possível determinar qual é o tipo da solo e com isso determinar a profundidade necessária para agregar a sub base e a base das placas, possibilitando a retirada da água da superfície e mantendo a absorção da água por um tempo muito acima do que ocorreria em um solo original.

INSTALAÇÃO

PASSO 1 - Realizar o nivelamento do solo.

PASSO 2 - Espalhar uma camada de areia grossa de 4 a 6 cm de espessura acima do solo. A quantidade utilizada normalmente é de 3 a 4 m³ de areia para cada 100 m². Pode-se substituir a areia um produto denominado “bica corrida” (mistura de pó com pedra 0 e 1/8).

PASSO 3 – Posicionar o piso sobre a camada de areia.

PASSO 4 – Espalhar areia seca sobre os pisos, com especial atenção ao preenchimento dos rejuntes.

Observação: Durante ou após o término da instalação, caso o local de instalação se encontre em obras (como por exemplo, execução de paisagismo), recomenda-se cobrir a área dos pisos com uma lona, a fim de evitar sujeiras de difícil remoção.

Downloads


Nenhum Download disponível.

 
 

Limpeza

A limpeza diária dos pisos pode ser feita com uma lavadora de alta pressão (WAP), com o auxílio de detergentes neutros e vassoura ou rodo com bucha.

  • RESISTÊNCIA EM INTERTRAVADOS São considerados intertravados os pisos com peças que possuem proporção inferior a 4 entre a medida da sua maior lateral e a sua espessura (ex. um piso de dimensões 14x22x8 cm é uma placa, já que 22/8=2,75).
  • No caso dos intertravados, o laudo mais importante para atestar sua resistência do piso é o de Resistência à Compressão. Isto porque a ação de stress a que a peça for submetida é distribuída com a participação de outras peças para atenuar o esforço.